For more information on CECC's list of publications, please visit

http://repositorio.ucp.pt/handle/10400.14/54

Here are some of our recent publications:


 

happy kids FAMILIAS

hAPPy Kids. Aplicações Seguras e Benéficas para Crianças Felizes: Perspetivas das Famílias

Autoras: Patrícia Dias e Rita Brito

Com o objetivo de identificar critérios relevantes para avaliar até que ponto as apps podem ser benéficas e seguras para as crianças, desenhámos o projeto hAPPy kids. Este tem três fases, sendo que a primeira conta com três momentos de recolha de dados junto de diferentes partes interessadas neste fenómeno: no primeiro e segundo momento inquirimos famílias, usando métodos mistos, dando especial relevância aos pais e às próprias crianças; no terceiro momento pretendemos realizar grupos de discussão com agentes relevantes, incluindo stakeholders da indústria, policy-makers, e especialistas. Este relatório dá conta especificamente do segundo momento, as entrevistas às famílias. Assim, entrevistámos 81 famílias com crianças até 8 anos de idade, pretendendo aprofundar questões deixadas em aberto no relatório anterior, sobre o inquérito aos pais, focando-nos igualmente em temas como as práticas digitais das crianças, as perceções e mediação digital das famílias, e os critérios para avaliação e escolha de apps.


 

happy kids PAIS

hAPPy Kids. Aplicações Seguras e Benéficas para Crianças Felizes: Perspetiva dos Pais

Autoras: Patrícia Dias e Rita Brito

Na sociedade em que vivemos, a sociedade da informação, as crianças vivem em lares tecnológicos e estão expostas a dispositivos digitais quase desde que nascem. Esses “digitods” (Holloway, Green, Stevenson, 2015) são os filhos dos primeiros “nativos digitais” (Prensky, 2001) e estão a ser educados por pais utilizadores de tecnologias. A “digitalização” da infância e o ritmo acelerado, sem precedentes, do desenvolvimento tecnológico, colocam novos desafios aos vários intervenientes na proteção dos direitos das crianças, dos pais aos professores, dos decisores políticos às empresas e às marcas. Com base no modelo de Livingstone (2008) referente a conteúdos online positivos e nas atividades da POSCON European Network (2014), o projecto hAPPy kids pretende aplicar esse quadro teórico às aplicações móveis, visto que, atualmente, o tablet é o dispositivo preferido das crianças mais jovens (Chaudron et al., 2015), e portanto o seu principal interface com as tecnologias digitais são as apps. Os objetivos do nosso projeto são: a) identificar critérios para avaliar e classificar o conteúdo móvel positivo; b) construir um modelo teórico para a avaliação dos aspetos benéficos das aplicações (uma “escala de positividade”); c) transformar esse modelo teórico numa ferramenta aplicada que ajudem os diferentes stakeholders a tomar boas decisões sobre as práticas digitais das crianças; e d) promover a aplicação de guidelines éticas no mercado, de modo a reforçar a produção de apps seguras e benéficas para as crianças.


 

A New Visibility

A New Visibility: On Culture, Translation and Cognition

Editor: Peter Hanenberg







Current research in Translation Studies has expanded the perspective on Translation – and the notion of its centrality not only as a question of language but also as a crucial issue for the study of culture and the human mind. The present volume builds upon these developments, endowing a new visibility to culture, translation and cognition in their conceptual interdependence. It follows necessarily a multidimensional and thus multidisciplinary approach, dealing with topics such as the translation of historical narrative, a semio-cognitive approach to translation, translation and imagination, the epistemic status of the term translation and its conceptual identity and transversality, notes on world literature and translation, the voice of the translator, the issue of dictionaries and the question of translation in a mobile world.


 

Tecnologias Digitais 2017

Crianças (0 aos 8 Anos) e Tecnologias Digitais: Que mudanças num ano?

Autoras: Patrícia Dias, Rita Brito

No ano anterior realizámos um estudo que teve como objetivo explorar o envolvimento de crianças e das suas famílias com tecnologias digitais, no qual entrevistámos 10 famílias. As questões de investigação exploraram a dinâmica entre pais e filhos, e também entre as utilizações e as perceções de crianças e pais relativamente à utilização dos dispositivos, a fim de identificar as atividades digitais e práticas, assim como os benefícios e riscos associados. De modo a dar continuidade a esse trabalho evoluímos para um estudo longitudinal. Assim, voltámos a entrevistar oito das 10 famílias, com o objetivo de perceber se houve alterações, no espaço de um ano, e o porquê dessas alterações. Constatámos assim que as práticas digitais das crianças são semelhantes às do ano anterior: continuam a eleger o tablet como o seu dispositivo favorito e a privilegiar os jogos e consultas no YouTube. Devido a um aumento das suas capacidades de leitura e escrita, conseguem ser mais autónomas nesta utilização, refinando as suas pesquisas, ou seja, ao invés de aceitarem as sugestões do YouTube, pesquisam temas do seu interesse, fazendo-o igualmente no Google. A par deste aumento de competências, reconhecem a web como uma ferramenta relevante para pesquisas, quer escolares como para assuntos do seu interesse. Por sua vez, os pais mostraram perceções mais positivas relativamente à utilização de tecnologias pelos filhos (especialmente pais de nível socioeconómico médio), considerando-as como relevantes para pesquisas escolares e incentivando-os nesse uso.


 

Matters of Culture 2Matters of Culture
Authors: Peter Hanenberg, Isabel Capeloa Gil, Geoffrey Galt Harpham, Ansgar Nünning, Vera Nünning, Gerhard Lauer, Paulo de Medeiros

Ten years ago, Alain Touraine famously defined culture as the new paradigm for understanding today’s world. Five years before, Lawrence E. Harrison and Samuel P. Huntington had edited their volume under the heading “Culture Matters: How Values Shape Human Progress”. Arguably, in the 21st century the study of culture represents an emerging and expanding field, dealing with the central challenges of contemporary society. Because the abstract paradigm of culture seems to be the motor of social change, the study of culture has been increasingly showing its multidimensional relevance at the interface of smart development and critical inquiry. Old, new and renewed cultural practices ask for innovative theories and for advanced research methods. In addition, new approaches such as arts based research, connectivism or the examination of big data challenge the hereto overwhelmingly interpretative humanist scholarly practice. For many academics, trained in the traditional humanities disciplines (from art history to literature or philosophy), the study of culture, perhaps a paradigm that is none, continues to bring added complexity and anxiety. How does culture matter in today’s world? How does culture relate to globalization? How does cultural change shape our mind? Which possible worlds does contemporary culture allow for? In which ways do culture, conflict, citizenship and sovereignty correlate? And, finally, how does the study of culture challenge the critical scholarly endeavor of the humanities? The CECC conference “Matters of Culture” discussed the state of the art of this debate and has acted as a gateway to future research.


 

Capa Livro Criancas Tecnologias

Crianças (0 aos 8 anos) e Tecnologias Digitais

Autoras: Patrícia Dias e Rita Brito

Este estudo tem como objetivo explorar o envolvimento de crianças, com menos de 8 anos de idade, e das suas famílias com as tecnologias digitais. Mais concretamente, as questões de investigação deste estudo exploram a dinâmica entre pais e filhos, e também entre as utilizações e as perceções de crianças e pais relativamente à utilização destes dispositivos, a fim de identificar as atividades digitais e práticas, e também os benefícios e riscos associados. Este relatório nacional português é parte de um estudo-piloto europeu de uma escala mais ampla, que no ano de 2015 envolveu 18 países (Bélgica, Bulgária, Croácia, Chipre, República Checa, Dinamarca, Finlândia, Alemanha, Itália, Letónia, Portugal, Roménia, Eslovénia, Espanha , Países Baixos, Reino Unido). Em cada país, a amostra incluiu 10 famílias com crianças com 6 ou 7 anos de idade, que frequentavam o 1º ou 2º ano de escolaridade do 1º Ciclo do Ensino Básico e que utilizavam, pelo menos uma vez por semana, um dispositivo digital. Foi utilizada uma metodologia qualitativa, incluindo entrevistas a ambos os pais e às crianças, realizando-se também algumas atividades, durante as entrevistas, com as crianças. Para além disso, foram também tiradas algumas fotografias às crianças na utilização dos dispositivos.


 

capa FALAR
     Falar / Speaking
    
     Ed. by Antonio Chenoll, Bernd Sieberg, Mario Franco, Verena Lindemann

 

 

 


These eight articles collected under the title Falar/Speaking: A competência oral no ensino de uma língua estrangeira/Teaching Oral Communication Skills in Foreign Languages – are the outcome of a conference organized by the Research Centre for Communication and Culture (CECC) - in particular by its research line Translating Europe across the Ages - held in Lisbon, at UCP in October 2012. We would like to thank the Portuguese Foundation for Science and Technology (FCT), the Instituto Cervantes Lisboa, the Goethe-Institut Lissabon, the Embassy of Spain in Portugal, the Fundación Ramón Areces for their financial and logistic support without which this scientific meeting would not have been possible. The thematic and theoretical variety of the articles included in this volume is not only the outcome of the variety of languages in which they were written, but also derives from the invited specialists who have different backgrounds in academic contexts, schools, research methodologies, and who are today contributing to a central area in the teaching of a foreign language: speech. Besides contributions by specialists in didactics like Jürgen Kurtz, from the University of Justus-Liebig, Gießen, Germany, there are articles in this volume from linguists, such as Marta Albelda Marco from the University of Valencia, Spain, and from specialists in classroom practice, such as Carolyn Leslie, lecturer in English as a foreign language at the Universidade Nova of Lisbon and the British Council. The essays in this book are grouped in theoretical-thematic areas, beginning with didactics, and paying particular attention to the teaching of the speaking skills.



 Humanidades-e-Ciencia2
     As Humanidades e as Ciências

     Ed. by Laura Bettencourt Pires and Maria Alexandre Bettencourt Pires

 

 

 

Nesta obra reunimos os textos das palestras apresentadas no colóquio “Recontextualizing Science from a Humanistic Perspective”, uma das actividades do projecto de investigação intitulado “Epistemological Theories-Ways of Seeing the World” do Centro de Estudos de Comunicação e Cultura. Ao juntar os investigadores do projecto com estudiosos de alto gabarito científico de outras áreas, como a Medicina ou a Economia, procurámos contribuir para um novo modo de pensar, agir e “ver o mundo” que não pode ser realizado apenas do ponto de vista de uma única disciplina. Tentando alterar o ‘mapa intelectual’ e a ideologia das “duas culturas”, a dos cientistas e a dos humanistas — marcadas, por vezes, pela ignorância mútua e até pelo desdém — e defender a interdisciplinaridade, incluímos igualmente os textos e reflexões de alguns dos distintos assistentes às palestras, esperando que as ideias e as perspectivas de todos os participantes provoquem e influenciem os leitores. Concluímos a nossa reflexão sobre as Humanidades e as Ciências, e o papel relevante das imagens em ambas as áreas nos dias de hoje, conscientes de que deve haver sinergia ou cooperação entre esses dois mundos, simbolicamente tão bem representados na capa do volume através do quadro Fusão de Dois Mundos de António Flores.


capa videojogos 

  Jogar, Jogo e Sociedade / Play, Game and Society

  Ed. by Cátia Ferreira and Roger Tavares






Video Games 2012 - Annual Conference in Science and Art of Video Games was organized by the research line “Media, Technology, Contexts” of the Research Centre for Communication and Culture (CECC), at the School of Human Sciences of the Catholic University of Portugal, and the Portuguese Society of Videogame Sciences (SPCV). The conference was held on 13th, 14th, and 15th December 2012, in Lisbon. The SPCV conferences take place anually and have come to constitute significant venues to promote research as well as debate and foster the videogames industry. The conference hosted researchers and professionals in this area, and aimed at promoting the dissemination of work in the field and facilitating exchanging experience between the academic community and the industry. This publication is the result of the knowledge sharing that made Videogames 2012 a special event. In this volume, we have sought not only to gather the research presented at paper sessions, but also a presentation of the projects that were presented in the form of demos. Throughout this volume, different perspectives are discussed to analyze the phenomenon of video games, namely: usability, computing, education and learning, narrative, industry and socio-cultural impact. We believe that the final outcome illustrates the multidisciplinary nature that characterized this edition of Video Games.


capa republica
    Sociedade, Cultura e Conflito nos 100 Anos da República

    Artur Teodoro de Matos (Ed.)








Os textos que ora se apresentam resultam de um colóquio realizado em Lisboa, na Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa, em 2011. Organizado pela Humanitas -Unidade de Coordenação da Investigação Científica dessa Faculdade e por todos os centros de investigação nela integrados, tal colóquio inseriu-se nas comemorações do I Centenário da República Portuguesa e teve como tema "Sociedade, Cultura e Conflito nos 100 anos da República". "A filosofia e as ideias da República", foi o primeiro subtema desenvolvido pelo Centro de Estudos de Filosofia (CEFi), que numa conferência e em comunicações não só estudou as ideias da República através dos seus fundadores e primeiros Presidentes, como alguns dos ideais e outros importantes aspectos relacionados com este tão debatido tema da história das ideias políticas em Portugal. O "Centro de Investigação de Serviço Social e Sociologia" desenvolveria o tema "A sociedade e as dinâmicas da República". A introdução dos seguros obrigatórios em Portugal, as suas motivações e o contexto internacional em que isso aconteceu, a relação da República com a sociologia, o nascimento do Serviço Social em Portugal e o itinerário das profissões sociais na I e II República, foram alguns dos assuntos debatidos. "A cultura e os espaços públicos da República" foi outro dos conteúdos estudados, analisando-se não só as dimensões desse espaço público de opinião, mas também o caso de João de Almeida, arquétipo de herói colonial ou até mesmo os denominados ditadores de bolso. Um quarto e último tema mereceu a atenção dos participantes nesta reunião comemorativa dos 100 anos da República Portuguesa: "A educação, a cidadania e as escolas da República". Uma conferência sobre a situação do catolicismo português na altura da implantação desse novo regime abriu o tema apresentado numa conferência, a que se seguiram intervenções sobe a escola laica como fruto do ideal educativo republicano, as ideias republicanas sobre a educação feminina e a escola e as competências do século XXI.